A CERIMÔNIA do CASAMENTO RELIGIOSO, através do seu RITO e dos SIMBOLOS, expressam a a realidade do SAGRADO, na união MATRIMONIAL.
O início de um CASAMENTO com entra do NOIVO, PAIS, PADRINHOS , FLORISTAS e NOIVA, não tem nenhuma expressão da SAGRADA Liturgia,
A Celebração do MATRIMÔNIO Religioso, se inicia com o sinal do nome do PAI, do FILHO e do ESPÍRITO SANTO.
Procissão de entrada
Para simbolizar o encontro de duas vidas, a entrada no local da Cerimônia é feita em alturas diferentes e muitas vezes por locais diferentes. Os NOIVOS encontram-se em frente de quem mais amam e unem as suas vidas. Tradicionalmente, a procissão de entrada é,

– O NOIVO entra com o Padrinho pela porta lateral da Igreja colocando-se
ao lado direito do altar, ficando o Padrinho do seu lado direito.
– Entram os Pais do NOIVO que se sentam na primeira fila do lado
direito da Igreja.
– Entra a Mãe da NOIVA que se senta na primeira fila do lado esquerdo
da Igreja.
– Entrada dos casais de PADRINHOS do NOIVO e NOIVA. Os Padrinhos
do NOIVO ficam ao seu lado. Os Padrinhos da NOIVA ficam
também ao seu lado.
– Antes da NOIVA, entra a FLORISTA.
– Entra a NOIVA pela porta da frente da Igreja, ao lado esquerdo do
Pai, ou da pessoa que acompanha-la ao altar.
– A NOIVA é entregue ao NOIVO, colocando-se ao seu lado esquerdo.
– O Pai da NOIVA se dirige para o lado dos Padrinhos da NOIVA.
Início do RITO Matrimonial
O Rito do MATRIMÔNIO é o pico da Cerimônia. Ele envolve uma promessa de intenções e de expectativas relativamente ao CASAMENTO. Esta parte da Cerimônia, implica também a constatação da livre vontade entre as partes, das disposições de fidelidade e da aceitação. Estas promessas e expectativas devem ser levadas em consideração e com toda seriedade que elas representam.
Consentimento
Após as primeiras Orações consacratórias, o SACERDOTE convida os NOIVOS a expressarem o seu consentimento. O NOIVO se dirige a NOIVA, dizendo: eu………prometo com a graça de DEUS ser fiel, amar-te e respeitar-te por todos os dias da minha vida. Em seguida, a NOIVA se dirige ao NOIVO, dizendo: eu…… prometo com a graça de DEUS ser fiel, amar-te e respeitar-te por todos os dia da minha vida. Sendo estas palavras intenções e promessas que pretendem cumprir durante a UNIÃO.
Bênção do consentimento
O SACERDOTE Abençoa o consentimento, dizendo: confirme ó Senhor, benignamente, o compromisso que teus filhos… manifestaste perante a sua Igreja. E se digne enriquecer-vos com a sua BÊNÇÃO, e que o homem não separe o que vós uniste. Amém.
BÊNÇÃO e troca das ALIANÇAS
Após o consentimento, surge a BÊNÇÃO e a troca das ALIANÇAS, que fundamentam as promessas feito interiormente, de um para o outro. As ALIANÇAS são colocadas no dedo anelar esquerdo. Ambos os noivos proferem as palavras: recebem esta aliança em sinal do meu amor e da minha fidelidade, em nome do PAI, do FILHO e do ESPÍRITO SANTO. No fim, este pacto é selado com um BEIJO.

Encerramento da Cerimônia pelo Sacerdote
O Sacerdote responsável pela Cerimônia profere algumas palavras e declara o casal como MARIDO e MULHER. A partir deste momento serão oficialmente Sr. e Sra.
ASSINATURAS
Independentemente de a Cerimônia Religiosa ser com ou sem efeito civil, os NOIVOS e um casal de PADRINHOS, prestam as suas assinaturas no LIVRO dos assentos da Igreja, como testemunhas de uma união celebrada. Concluindo, assim, a forma legal (canônica) e ou civil.
Procissão de Saída
Após os Cumprimentos, se dá início a saída, começando pelos PADRINHOS, os PAIS, PAGES, seguido dos CÕNJUGES, bem como, toda família e amigos, para saudar e celebrar o dia com muita animação e felicidade.

Pe. Jurandir Ribeiro de Souza

 

jurandir