Paciência – Renúncia – Compreensão – Confiança –  Sinceridade – Companheirismo

O amor, nascido de uma convivência progressiva e madura, não tende a acabar, mas amplia-se. Deus criou o ser humano varão e mulher, com o encargo de procriar. Abençoou-os Dizendo: crescei, multiplicai-vos e enchei a terra. (Gen. 1,28). Considera-se, portanto, a instituição do matrimônio como sendo de “direito natural” desde o princípio da humanidade estabelecido pelo próprio Deus, para a Felicidade dos casais e da Família. No matrimônio os casais tornam-se parceiros na cumplicidade e na fidelidade, e deve viver um para ou outro e ambos para Deus. Amor que é amor, dura a vida inteira. Se não durou e porque nunca foi amor. O amor verdadeiro que vem de Deus, resiste à distância, ao silêncio das separações e até mesmo às traições. Um verdadeiro amor, em primeiro lugar, nos engrandece. E segundo, nos leva a Felicidade. Ele nos mostra que somos grandes, ao mesmo tempo que nos faz sentir pequenos diante de tanta beleza. No casamento cada um tem uma formula especial, porém, a paciência, renúncia e cooperação, são imprescindíveis para um relacionamento duradouro. Quando as dificuldades se avolumam, os problemas crescem, os dias solitários chegam, a força da união Matrimonial os leva a plena superação. Na vida a dois, a ternura do amor gera o apogeu da Felicidade, em que dois corações batem forte, se entrelaçando para a superação dos percalços indesejados. O equilíbrio do amor promove a prática justiça e bondade, da cooperação e do senso de dever. No casamento, as pequenas coisas são as grandes coisas. Para um casamento dar certo e ser durável, também deve se levar em conta, a origem das partes, vindo de famílias bem estruturadas, com grande amor e diálogo.

Aspectos práticos para um Casamento duradouro

1. Não se tratarem friamente.
2. Evitarem dormir zangados.
3. Dizer te amo constantemente.
4. Distribuir carinho e compreensão, sem esquecer galanteios e cortesia. Ser firme e leal.
5. Terem valores e objetivos comuns.
6. Se preocupar com os problemas um do outro, perguntando porque está aborrecido, o que o deixa feliz e o que o aborrece.
7. Ser grato por tudo o um significa na vida do outro.
8. Falar dos sentimentos de maneira franca e amigável, um para o outro.
9. Estar unidos para enfrentar as dificuldades.
10. Cultivar um constante desejo de superação
11. Proferir elogios e ter capacidade para perdoar.
12. Demonstrar sempre bom humor e otimismo, um com o outro.
13. Apontar os defeitos um do outro com respeito.
14. Saber dar atenção à família um do outro.
15. Não deixar a vida tornar-se rotineira, tediosa, sem iniciativa.
16. Um novo corte de cabelo, uma vestimenta diferente.

Descubra o novo homem ou a nova mulher que vive ao seu lado. O namoro que começou de uma paixão e desejo, se não adaptar-se às dificuldades e aos desafios do Casamento, não tem como o mesmo se sustentar por toda a vida. Juntos aprendam a importante lição de como crescer e evoluir unidos apesar das avenças. Enfim, um Casal, necessita em primeiro lugar de amor, compreensão e DEUS no coração.
Por tudo isso, amem-se muito e permitam-se amar.

Pe. Jurandir Ribeiro de Souza
Teólogo, Filósofo e Escritor

 

jurandir